Vídeo – História da Nintendo

On 6 de janeiro de 2013, in O que rola na rede, Vídeos, by brauliocaleb

 

historia da nintendo

Muito massa…

Tagged with:  

A Triste história de um Space Invader

On 7 de setembro de 2012, in O que rola na rede, by brauliocaleb

a triste historia de space invader

a triste historia de space invader 2

a triste historia de space invader 3

a triste historia de space invader 4

a triste historia de space invader 5

a triste historia de space invader 6

a triste historia de space invader 7

a triste historia de space invader 8

a triste historia de space invader 9

Clique para ampliar

 

vi aqui

Tagged with:  

O Desenhista do Google – A História dos Doodles

On 18 de agosto de 2012, in O que rola na rede, by brauliocaleb

doodle dias das maes 2012

O ano era 1998. Larry Page e Sergey Brin haviam acabado de fundar o Google: um site de busca com nome esquisito, pouquíssimos usuários e nenhum funcionário. Os dois pretendiam ir ao Burning Man – um festival de contracultura realizado anualmente no deserto de Nevada – e não tinham ninguém para tomar conta do site. Para avisar que estariam fora, resolveram mudar temporariamente o logotipo do Google adicionando o bonequinho símbolo do Burning Man. Nascia o primeiro dos Google Doodles (“rabiscos”), versões comemorativas do logotipo do site. De lá para cá, entraram no ar mais de mil variações – já virou um filminho em homenagem a Chames Chaplin e foi transformado em código morse para comemorar o aniversário do criador dessa linguagem, Samuel Morse.
Os logos são produzidos por uma equipe de 5 designers, que ficam nos EUA. O processo de criação começa com idéias, que podem vir dos próprios doodlers, de funcionários do Google espalhados pelo mundo e também de usuários do site (você pode mandar a sua sugestão para o endereço proposals@google.com). Depois, são 4 etapas: escolher as homenagens, pesquisar referências, esboçar os desenhos e dar os retoques finais. Tudo isso demora cerca de 3 semanas.
“O mais difícil é criar logos interativos. Fiz um doodile interativo de Ação de Graças ano passado e demorei um tempo nele”, conta o animador Willie Real, que antes de ir para o Google trabalhava no Blue Sky, estúdio criador de filmes como A Era do Gelo e Rio. Por isso, Willie prefere os desenhos estáticos, sem interatividade. Mas, cá entre nós, a gente gosta mesmo é de poder tocar guitarra ou jogar Pac Man enquanto finge que pesquisa algo no trabalho, não é?

 

Como visto na Revista Super Interessante – agosto / 2012

Tagged with:  

“A História do Mundo”

On 12 de maio de 2012, in O que rola na rede, by brauliocaleb

Achei esse gif em um site de humor, não deu pra não postar, muito legal:

a historia do mundo

E agora? O que você vai fazer?

 

que nem aq

Tagged with:  

Claudia Tozetto, iG São Paulo. Convidado por Vint Cerf, considerado um dos pais da internet, para reconstruir a história da criação da rede mundial de computadores em um projeto da Universidade de Stanford (EUA), Andreu Veà, presidente da Internet Society, está visitando o Brasil. Além de palestrar na Campus Party 2012 – onde substituiu John Klensin, criador do FTP, que cancelou sua participação -, Veà começa seu projeto de investigar as origens da internet no Brasil. “Cerca de 140 pessoas no Brasil me ajudarão voluntariamente nesta tarefa”, disse Veà ao iG.

Em seu projeto de 17 anos de criar um repositório de informações e entrevistas com os pioneiros da internet em todo o mundo, Veà já entrevistou mais de 300 pesquisadores e empresários que, de alguma forma, contribuíram para que a internet se tornasse o que é hoje. No futuro, Veà pretende publicar todas as informações em um site na web.

Internet não foi criada para fins militares

A partir de sua pesquisa em todo o mundo, Veà já questionou a origem da internet que, segundo ele, não foi criada para fins militares. “A Arpanet foi construída para que pessoas com acesso à informática pudessem compartilhar informações. A ideia de que a internet foi criada para fins militares é um mito”, defende o pesquisador.

A pesquisa de Veà no Brasil tem o apoio da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) que o ajuda, desde 2007, a levantar informações sobre os pioneiros da internet no Brasil. Com a ajuda de Mariana Passos e Verônica Savignano, ambas jornalistas vinculadas à universidade, ele já conseguiu registros importantes de pessoas como o físico Oscar Sala, um dos primeiros a propor o uso da internet no Brasil, e Demi Getschko, presidente do Comitê Gestor da Internet (CGI) e também considerado um dos “pais” da internet no País.

“Ainda falta falar com muita gente para descobrir as origens da internet no Brasil. O trabalho está só começando”, diz Veà. Ele ficará no Brasil durante os próximos 10 dias para iniciar o trabalho de pesquisa e selecionar outros voluntários para o projeto.

 

que nem aq

Tagged with:  
Página 1 de 212